23 Ago

Aos estudantes interessados na realização de monitoria, segue o edital de humanas.

http://www.mauriciodenassau.edu.br/noticia/exibir/cid/1/nid/4991/fid/1

escrito por Amanda Braga

16 Ago
  • Nação Nagô Terreiro Obá Ogunté – Sítio de Pai Adão – O Terreio Obá Ogunté, fundado por volta de 1875 pela africana Inês Joaquina da Costa, também chamada de tia Inês, é a mais antiga casa de culto Nagô em Pernambuco.  Atualmente mais conhecido como Sítio de Pai Adão, o terreiro é o primeiro da nação xangô no Recife e leva esse nome devido ao seu mais conhecido pai do terreiro – Felipe Sabino da Costa (Pai Adão), nascido em 1877 e falecido em 1906.O Sítio de Pai Adão é consagrado a Iemanjá, uma homenagem dos adeptos a cidade do Recife, cidade do rio e do mar. O local foi o primeiro terreiro a ser tombado por Patrimônio Histórico do Estado, sendo até hoje uma referência nacional de tradição da cultura nagô afro-religiosa. No terreiro, há enormes gameleiras tidas como sagradas utilizadas no culto ao orixá Iroko.Endereço: Estrada velha de Água Fria
    Telefones: (81) 3443-9412 / 8804-0194
  • Nação Angola AbassáOmim Axé de Dandulanda -Fundado em 1986, no bairro do Ipsep, a história do terreiro está diretamente ligada à do Tata Moacir de Angola, iniciado no Candomblé pela Mãe Almerinda. Começou a fazer reuniões no quintal de sua casa e assim surgiram os primeiros filhos de santo, em seguida o primeiro iniciado e a abertura do Abassá (salão onde se realizam as cerimônias públicas do camdomblé).Passados mais de 40 anos, hoje a Casa de Pai Moacir é a única de matriz africana que representa o Axé Goméia no Recife. A casa também tem trabalho de acolhimento nas comunidades vizinhas da Imbiribeira, com distribuição de canjica branca, arrecadação de cestas básicas e oficinas de afoxé, contando também com um grupo do mesmo chamado Filhos de Dandalunda.Endereço: Rua Madrid, 110 – Imbiribeira, Recife.
    Telefone: (81) 3339-3087 / 3034-8730
  • Casa de Matriz Ylê Asé Ayrá Adjáosi – Fudando em 1949, o Terreiro de Candomblé Tenda Santo Cosme E Damião, situado na antiga Rua 20 – Nº 40, atual Rua Severino Bernardino Pereira – Alto José do Pinho, era comandado por Josias Leônidas Neves, o Josias de Ogun e por Gercina Pinheiro da Silva, a Gercina de Sangô.  Na década de 70, após o falecimento do Sr. Josias de Ogun, a casa começou a ser denominada por Ylê Asé Ayrá Adjáosi. Nessa época o candomblé começou a ser comandado pelo Sr. Dito D’Oxossi, que criou em 17 de agosto de 1986 o Afoxé Ylê de Egbá. No ano de 1988 a casa mudou de endereço permanecendo na mesma rua, Severino Bernardino Pereira, agora no Nº 216, até os dias atuais resgatando e mostrando a cultura da ancestralidade negra.Endereço: Rua Severino Bernardino Pereira, 216. Alto José do Pinho – Recife.
    Telefone: (81) 8806-5371

escrito por Amanda Braga

10 Ago

Turismo e promoção

Melhorias nos serviços e na infraestrutura

Por meio do Ministério do Turismo e do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), o Governo Federal tem desenvolvido uma série de ações relacionadas ao setor, com foco nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016. As iniciativas incluem aspectos como facilitação de viagens para os turistas, ações integradas de promoção, qualificação profissional, estudos e pesquisas, sinalização turística, além de sustentabilidade e acessibilidade.

A expectativa é de que entre 300 mil e 500 mil visitantes estrangeiros visitem o Brasil antes, durante e depois dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Segundo o presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, os eventos internacionais realizados desde 2007, como os Jogos Pan-Americanos, a Rio+20, a Copa das Confederações, os Jogos Militares, a Copa do Mundo e, agora, as Olimpíadas, elevaram o patamar do país a nível mundial.

Segue o link: http://www.brasil2016.gov.br/pt-br/pais-sede/melhorias-nos-servicos-e-na-infraestrutura-turistica

escrito por Amanda Braga

01 Jul

Anuncio Vaga – Estagiario de Tarifas – estágio – Segue o arquivo.

Não perca a chance de colocar no mercado de trabalho. E ser UNINASSAU faz toda a diferença!

escrito por Amanda Braga

01 Jul

“Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono
a seguinte Lei:
Art. 1o ( VETADO).
Art. 2o Consideram-se atividades do Turismólogo:
I – planejar, organizar, dirigir, controlar, gerir e operacionalizar instituições e estabelecimentos ligados ao turismo;
II – coordenar e orientar trabalhos de seleção e classificação de locais e áreas de interesse turístico, visando ao adequado aproveitamento dos recursos naturais e culturais, de acordo com sua natureza geográfica, histórica, artística e cultural, bem como realizar estudos de viabilidade econômica ou técnica;
III – atuar como responsável técnico em empreendimentos que tenham o turismo e o lazer como seu objetivo social ou estatutário;
IV – diagnosticar as potencialidades e as deficiências para o desenvolvimento do turismo nos Municípios, regiões e Estados da Federação;
V – formular e implantar prognósticos e proposições para o desenvolvimento do turismo nos Municípios, regiões e Estados da Federação;
VI – criar e implantar roteiros e rotas turísticas;
VII – desenvolver e comercializar novos produtos turísticos;
VIII – analisar estudos relativos a levantamentos socioeconômicos e culturais, na área de turismo ou em outras áreas que tenham influência sobre as atividades e serviços de turismo;
IX – pesquisar, sistematizar, atualizar e divulgar informações sobre a demanda turística;
X – coordenar, orientar e elaborar planos e projetos de marketing turístico;
XI – identificar, desenvolver e operacionalizar formas de divulgação dos produtos turísticos existentes;
XII – formular programas e projetos que viabilizem a permanência de turistas nos centros receptivos;
XIII – organizar eventos de âmbito público e privado, em diferentes escalas e tipologias;
XIV – planejar, organizar, controlar, implantar, gerir e operacionalizar empresas turísticas de todas as esferas, em conjunto com outros profissionais afins, como agências de viagens e turismo, transportadoras e terminais turísticos, organizadoras de eventos, serviços de animação, parques temáticos, hotelaria e demais empreendimentos do setor;
XV – planejar, organizar e aplicar programas de qualidade dos produtos e empreendimentos turísticos, conforme normas estabelecidas pelos órgãos competentes;
XVI – emitir laudos e pareceres técnicos referentes à capacitação ou não de locais e estabelecimentos voltados ao atendimento do turismo receptivo, conforme normas estabelecidas pelos órgãos competentes;
XVII – lecionar em estabelecimentos de ensino técnico ou superior;
XVIII – coordenar e orientar levantamentos, estudos e pesquisas relativamente a instituições, empresas e estabelecimentos privados que atendam ao setor turístico.
Art. 3o ( VETADO).
Art. 4o ( VETADO).
Art. 5o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 18 de janeiro de 2012; 191º da Independência e 124º da República.

escrito por Amanda Braga

  • Recife | Graças
  • Fortaleza
  • Belém
  • Caruaru
  • Recife | Boa Viagem
  • Recife | Dantas Barreto
  • Piauí | Teresina (Aliança)
  • Piauí | Teresina (FAP)
  • Piauí | Parnaíba (FAP)
  • João Pessoa
  • Campina Grande
  • Salvador | Patamares
  • Salvador | Mercês
  • Salvador | Pituba
  • Lauro de Freitas
  • Lauro de Freitas
  • Natal
  • Maceió | Ponta Verde
  • Maceió | Mangabeiras
  • Maceió | Farol
  • Aracaju
  • São Luis
  • Manaus
  • Manaus

Passe o mouse na cidade desejada para obter ENDEREÇO e TELEFONE da unidade